Historinha pra boi não dormir

Vou hoje usar este espaço pra contar uma historinha ocorrida comigo. Como não tenho mais esperança de um final feliz, contando aqui eu pelo menos desabafo… Em outubro de 2008, eu queria comprar um netbook. Andei pesquisando pelos sites de comparação de preços (Buscapé) e encontrei o melhor preço: 812 reais por um Asus EEEPC900. […]

Continue lendo...

Traduzindo calorias

Confesso: eu adoro procurar novidades no supermercado. Foi assim que encontrei um pacote de brownies de chocolate amargo e fiquei com desejo de experimentar. Outra confissão: não compro nada de comer, principalmente guloseimas, sem antes checar o valor calórico. Mania de quem passou 87,3% da vida tentando perder peso. Mas voltemos aos tais brownies. Eles […]

Continue lendo...

Sobre ruínas e grafites.

Outro dia foi aniversário do blog da Carmem, o De uns tempos pra cá. Em comemoração, ela pediu textos para os amigos e eu escrevi um dos posts comemorativos. No post, eu falava sobre a destruição de uma vilazinha de casas que ficavam penduradas nas encostas da avenida 23 de maio, no viaduto Paraíso. Pra […]

Continue lendo...

Après moi le déluge

A frase que dá título a este post é atribuída ao rei Luís XV, que viveu na França entre 1710 e 1774. Pouco depois da sua morte, ocorreu a Revolução Francesa. A tradução da frase seria “Depois de mim, o dilúvio”. Há quem diga que ela pode ter dois sentidos: 1. Depois de mim, o […]

Continue lendo...