Então era só mais um rodízio?

Há alguns meses eu publiquei um texto no blog da Carmem, o De uns tempos pra cá, falando sobre um fato ocorrido em São Paulo, em que a prefeitura demoliu uma vilazinha clandestina que tinha se estabelecido numa das encostas da Avenida 23 de maio, com entrada pelo Viaduto Paraíso. Pra quem quiser chegar direto […]

Continue lendo...

Sobre ruínas e grafites.

Outro dia foi aniversário do blog da Carmem, o De uns tempos pra cá. Em comemoração, ela pediu textos para os amigos e eu escrevi um dos posts comemorativos. No post, eu falava sobre a destruição de uma vilazinha de casas que ficavam penduradas nas encostas da avenida 23 de maio, no viaduto Paraíso. Pra […]

Continue lendo...

O público a serviço do privado!

Eu trabalho no interior de São Paulo e venho com muita frequência para a capital. Como sempre vou e volto de ônibus, para os meus deslocamentos, já há muito tempo uso o Terminal Rodoviário Barra Funda. Nos últimos anos, porém, uma universidade privada que funciona ali perto tem trazido o caos para as noites do […]

Continue lendo...

Après moi le déluge

A frase que dá título a este post é atribuída ao rei Luís XV, que viveu na França entre 1710 e 1774. Pouco depois da sua morte, ocorreu a Revolução Francesa. A tradução da frase seria “Depois de mim, o dilúvio”. Há quem diga que ela pode ter dois sentidos: 1. Depois de mim, o […]

Continue lendo...