O som e a fúria do comércio

Eu confesso que às vezes tenho um pouco de saudade do vendedor das pamonhas de Piracicaba… Mas acho que até ele, se soubesse o que viraria essa sua idéia, teria desistido de incorporar um alto-falante ao carro e sair pelas ruas fazendo propaganda do puro creme do milho verde! Eu moro numa cidade do interior […]

Continue lendo...

Ouvido não tem pálpebra

Sempre pensei que, se é que Deus existe, ele deveria fazer uma rodada de perguntas e respostas no Juízo Final. E eu já teria minha pergunta pronta: por que ouvido não tem pálpebra? Afinal, se estamos diante de uma cena desagradável ou de uma luz muito forte, sempre podemos fechar os olhos. Os ouvidos? Nunca. […]

Continue lendo...

Música compulsória

Há pessoas que nos marcam para sempre mesmo que a nossa relação jamais tenha sido minimamente consistente. Assim foi para mim o Marcelo, marido de uma amiga minha. Nós nos conhecemos muito rapidamente, há mais de 25 anos (ele até já morreu), mas uma de suas frases não me saiu nunca da cabeça. Marcelo odiava […]

Continue lendo...

Psiu!

Eu sempre imaginei que um dia, quando começasse a envelhecer, perderia aos poucos a audição e os sons do mundo não fariam muito sentido para mim. Pois bem, a velhice começa a chegar e parece que minha audição só fica mais aguçada e sensível a cada dia que passa! O mundo anda muito barulhento pra […]

Continue lendo...